top of page

LICENÇA-MATERNIDADE E O ESOCIAL




A empregada doméstica, é sabido, tem direito a 120 (cento e vinte) dias de licença-maternidade, como as demais trabalhadoras.


Nesse período, ela recebe do INSS, não do empregador.


Um equívoco comum é o empregador, por não estar pagando o salário da empregada, achar que não precisa pagar a DAE (a guia do eSocial).


Precisa.


No período em que a empregada doméstica estiver afastada por licença-maternidade, recebendo do INSS, o empregador doméstico DEVE recolher a DAE do eSocial: o FGTS (8% + 3,2%) e a sua parte da contribuição previdenciária (8%).


Não precisa pagar a parte da contribuição previdenciária da empregada (variável, conforme o salário, entre 8 e 11%), tampouco o financiamento do seguro contra acidentes do trabalho (0,8%), mas as demais verbas devem ser recolhidas pelo empregador, mesmo com a empregada afastada, caso não o faça, mensalmente, até o dia 7 de cada mês, deverá pagar com multa, juros e correção monetária.


Ficou com alguma dúvida?

Entre em contato conosco.

contato@centraldomestica.com


_________________________________


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page